COE sugere flexibilização na abertura do comércio em Cascavel

Centro de Operações Emergenciais enviou as deliberações ao prefeito Leonaldo Paranhos que irá analisar as recomendações antes de ser elaborado um novo decreto
Em nova reunião na tarde da sexta-feira (17), o COE (Centro de Operações de Emergência) deliberou por uma leve flexibilização da abertura do comércio local, que está funcionando com restrições devido às medidas de enfrentamento à Covid-19 (coronavírus).

As recomendações do COE foram encaminhadas ao prefeito Leonaldo Paranhos, que deverá analisá-las neste sábado (18), antes de a Procuradoria Jurídica elaborar um novo decreto que será publicado na segunda-feira (20).

A flexibilização sugerida pelo COE amplia a abertura do comércio, que está restrita ao funcionamento de lojas com até nove funcionários. Pela nova recomendação, a partir de agora o critério para abertura será conforme o número de pessoas por metro quadrado – uma pessoa para nove metros. A medida vale, inclusive, para shopping centers.

O secretário de Saúde, Thiago Stefanello, disse que as ampliações serão para medir o comportamento dos casos de coronavírus. “Se, necessário for, ser vermos que os casos voltam a crescer, voltaremos atrás [na deliberação]”, enfatiza.

O prefeito Leonaldo Paranhos disse que a flexibilização não poderá colocar em risco tudo o que foi conquistado com o isolamento social. “Se há possibilidade de avançarmos um pouco mais na liberação de alguns setores faremos isso, evidentemente, sem correr riscos”, observa o prefeito.

 Atividades suspensas

Continuam suspensas atividades como as de bares,lanchonetes, boates  e festas como casamentos, aniversários, formaturas e demais confraternizações. As atividades religiosas, como cultos e missas, também estão suspensas. No transporte coletivo também não houve sugestão de mudanças e deverá seguir da mesma forma.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.