Em meio à pandemia, Cascavel atinge o melhor saldo de emprego dos últimos seis anos

Números divulgados hoje pelo Caged mostram que no ano passado Cascavel criou 2.558 postos de trabalho. É o melhor saldo desde 2014
Apesar da pandemia de coronavírus que teve impactos negativos na geração de novos postos de trabalho em boa parte das cidades brasileiras, Cascavel fechou o ano de 2020 com o melhor saldo de emprego dos últimos seis anos.

Números do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) divulgados nesta quinta-feira (28) mostram que Cascavel gerou 2.558 postos de trabalho no ano passado. Isso representa 4,85% de todos os empregos gerados no Paraná, que abriu 52.670 vagas. O melhor saldo, até então, era de 2014, quando foram criados 4.022 empregos. Em 2015 e 2016 a variação em Cascavel foi negativa e só iniciou a recuperação em 2017.

Para o prefeito Leonaldo Paranhos, os números refletem o DNA de Cascavel, região e da população. “Nós temos uma expertise em enfrentar crise. A crise nos desafia a trabalhar mais. Os números não mentem, mostram que boa parte do Brasil, e aqui não é nenhuma crítica, ficou estagnada, olhando apenas para a crise da saúde. Nós administramos a questão da saúde e a questão da economia, mas isso não é através de decreto, isso é a nossa espécie, o nosso jeito, a nossa vontade”, avalia.

Paranhos destaca que os números consolidam aquilo que é a região e reforça que as autoridades do Paraná e do Brasil precisam olhar para Cascavel de uma forma diferente. “Aqui nós produzimos comida, alimento para o Brasil e o mundo. Nós precisamos, de fato, consolidar esse grande arranjo produtivo do alimento, da cadeia produtiva, do agronegócio, da metalmecanica, para que a gente possa fazer justiça, inclusive, com quem está produzindo, gerando comida emprego e renda”, diz.

Retomada econômica

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Cascavel (Acic), Michel Lopes, diz que Cascavel tem dado aula quando o assunto é retomada econômica. “Graças, obviamente, a união de esforços do poder público, das entidades representativas do setor produtivo e, principalmente, pela força de trabalho da nossa gente. Nós fechamos 2020 com saldo positivo de emprego na nossa cidade. É sabido que desde 2014 nós não tínhamos um resultado tão expressivo assim, isso diz muito sobre as ações acertadas que tivemos em todo esse período”, afirma.

Michel lembra que 2020 foi um ano atípico por conta da pandemia da Covid-19, mas que desde o início foi focado na necessidade de a cidade estar atenta à saúde da população, mas sem esquecer da economia, manutenção das empresas e empregos.

“A força-tarefa, capitaneada pelo Sebrae e pela prefeitura demonstram que era possível, sim, buscar esse equilíbrio e criar esse protecionismo local, com as campanhas que nós fizemos de incentivo às compras do comércio na nossa cidade. A resposta de tudo isso, de tudo que foi feito, está aí, um número fantástico e para ser muito comemorado. Vamos continuar nessa caminhada e, sem duvida alguma, bateremos novamente esses resultados agora em 2021, buscando cada vez mais envolver a nossa querida cidade trazendo emprego, renda e qualidade de vida para toda a nossa gente”, declara.

Fonte/Asscom     _     Arte: Mozzart Piccoli

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.