Jardim Araucária: Mais 370 imóveis são regularizados em Cascavel

Nesta primeira etapa de regularização fundiária, aproximadamente 750 famílias receberam documento de suas moradias

A Prefeitura de Cascavel regularizou nos últimos dias, aproximadamente 750 imóveis em diferentes regiões da cidade. Na noite desta quarta-feira (13), foi a vez de 370 famílias do Jardim Araucária serem contempladas com o título dos imóveis, uma espera de muitos anos.

O prefeito Leonaldo Paranhos e o presidente da Cohavel (Companhia Habitacional de Cascavel), Adani Triches, estiveram na área para assinar os contratos de compra e venda.  Para o prefeito, a noite de hoje foi histórica.

“É uma noite histórica, eu diria de muita felicidade. Pra mim, como prefeito, é uma honra poder tirar uma pedra do caminho dessas pessoas, realizar um sonho, um desejo, um direito”, afirmou.

Paranhos lembrou que muitos jovens de 15 ou 20 anos nasceram no Conjunto Araucária e cresceram vendo seus pais clamarem por um documento que é das famílias por direito.

“Uma cidade é boa, bonita agradável, quando ela justa e as coisas precisam ser divididas por aquilo que elas representam. Nós temos que ter o aeroporto, o Trevo Cataratas, o asfalto, o ginásio de esportes, mas nós precisamos ter justiça com as pessoas que têm um pedaço de terra e precisam ter um documento. Eu estou colocando esse ato como uma das principais obras que nós realizamos nesse município”, frisou.

Para o presidente da Cohavel, Adani Triches, não se trata apenas de um título de imóvel. “Precisamos entender que é a realização de uma meta de vida das famílias. Existem famílias que estão há mais de 20 anos aguardando a regularização”, observou.

 Segurança

Edmar da Cruz, um dos beneficiados com a regularização disse que o momento é de alegria e comemoração. “Documento é sempre documento, desenrola situações e você passa a ser o verdadeiro proprietário, porque enquanto você não tem documento, você não tem segurança”, destacou.

Sandra Gonçalves , outra beneficiada, diz que esta quinta-feira foi um dia de comemoração porque após 10 anos de luta conseguiu o documento.”Quero agradecer a todo mundo que passou pelo sofrimento junto com a gente e ao prefeito Leonaldo Paranhos que agora deu a vitória para nós”, disse. Segundo ela, ter o documento é um sinal de vitória.

O presidente do Movimento Nacional da Luta pela Moradia (MNML), Silvio Gonçalves, disse que a justiça social está alcançando essas pessoas que estavam esquecidas. “O que está se entregando para essas famílias não é simplesmente uma casa ou documento de um terreno, é o lar dessas pessoas e lar é muito mais do que uma casa, lar é o aconchego da família”, observou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *