Novo Ecoponto do Santa Cruz garantirá mais renda a catadores e ampliação da coleta de recicláveis

Após incêndio em barracão, agentes de Cootacar recebem estrutura de mais de 520 metros para desempenharem atividade sustentável
O município de Cascavel não para de avançar. Nesta quinta-feira (23), o Ecoponto do bairro Santa Cruz, o primeiro da região Oeste da cidade, foi inaugurado. Trata-se de uma estrutura de mais de 520 metros quadrados toda equipada para que os coletores de recicláveis possam desempenhar com mais dignidade as suas atividades e ainda ampliarem a quantidade de resíduos que são reciclados em Cascavel e, assim, garantirem mais renda.

O projeto também ocorrerá em mais quatro estruturas que já estão sendo construídas nos bairros Cascavel Velho, Quebec, Melissa e no Brasília, além do Ecoponto da Manaus, no Centro, que, futuramente, também será utilizado como Ecoponto Educativo para ensinar as crianças a importância da reciclagem. A iniciativa faz parte do programa Sustentar.

Segundo o prefeito Leonaldo Paranhos, o Ecoponto foi inspirado em programas de primeiro mundo, como o de Paris, na França, e visa criar uma rede de sustentabilidade em Cascavel. “Esse é um setor muito importante para a cidade e de nossa responsabilidade. É um programa de coleta sustentável, de geração de renda e de responsabilidade social e ambiental. Nós coletamos diariamente cerca de 300 toneladas de lixo, grande parte, cerca de 90%, é levado para o Aterro Sanitário, só que cerca de 20% pode ser reciclado. Mas, agora, está criada essa rede sustentabilidade. É só ter consciência e andar nesse caminho. O programa envolve seis Ecopontos, mas não é só o barracão, e, sim, toda uma infraestrutura para dar dignidade a essas famílias. Até o final do ano, todos estarão em condições de trabalhar”, detalha o prefeito que reforça que todos os Ecopontos também receberão caminhões para as cooperativas.

O Ecoponto é uma ferramenta para formalizar o segmento dos coletores de recicláveis e também de criar uma rede descentralizada de reciclagem. A estrutura é ideal para que os catadores consigam desempenhar seu trabalho com maestria e em prol do meio ambiente, uma vez que a Linha de Triagem tem capacidade de reciclar diariamente até 4 toneladas de resíduos. “Nós que conhecemos a realidade dessas famílias que fazem esse trabalho no dia a dia, de sol a sol, entendemos que o Ecoponto traz dignidade a essas famílias, pois elas vão conseguir trabalhar dentro de um espaço com condições adequadas e também melhorar a sua renda”, explica José Carlos da Costa, o Cocão, gestor do Território Cidadão.

O novo Ecoponto conta com área operacional equipada com esteira de elevação de resíduos, esteira de triagem, esteira de rejeitos, mesa de triagem, prensa enfardadeira horizontal, paleteira, balança eletrônica, caçambas estacionárias e carrinhos de movimentação de big bags e fardos. Além disso, há ainda a área administrativa; que tem cozinha/refeitório, escritórios, vestiários e banheiro.

No local, a partir da próxima semana, um grupo com 40 catadores de recicláveis da Cooperativa Cootacar começarão os seus trabalhos. “Esse é um sonho que se torna realidade. A Cooperativa ao longo desses 19 anos sempre almejou uma estrutura física que fosse compatível com o trabalho que realizamos.A estrutura vai ampliar o processamento de materiais reciclado na cooperativa, garantindo assim mais renda às famílias”, pontua o gestor da Cooperativa Cootacar, Jonatas Barreto, que lembrou que a estrutura é um alívio após o incêndio que destruiu a sede da cooperativa no ano passado.

O investimento é de R$ 870.065,56, sendo que 90% desse valor foi custeado pela Itaipu Binacional, com 10% de contrapartida por parte do Município. “Esse projeto visa inserir novos catadores no processo, aumentar a quantidade de lixo reciclado coletado e diminuir a quantidade de resíduos deixados no Aterro Sanitário”, frisa o secretário de Meio Ambiente, Wagner Yonegura

A unidade receberá o material oriundo da coleta seletiva municipal. O material será triado, enfardado e, posteriormente, comercializado pelos catadores da Cootacar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *