Seminário debate uso de irradiação para ampliar a durabilidade de alimentos de forma segura

Evento virtual vai elucidar os principais questionamentos relativos à tecnologia e abordar suas aplicações e benefícios

Nos dias 14 e 15 de setembro, próximas terça e quarta-feira, a Sociedade Brasileira de Proteção Radiológica promove o “Seminário sobre irradiação de alimentos: tecnologia e inovação na mesa dos brasileiros”. O evento tem o apoio do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) e busca desmistificar o uso das radiações ionizantes, que pode prolongar de forma segura a durabilidade de alimentos.

Para isso, o seminário busca transferir conhecimento sobre os fundamentos da proteção e segurança radiológica e permitir a atualização profissional a respeito dos fundamentos técnicos e científicos acerca da irradiação de alimentos.

A irradiação é uma tecnologia amplamente estudada e pode ser utilizada para diversas finalidades, de forma isolada ou complementar a outros tratamentos, com fins tanto sanitários quanto tecnológicos. A irradiação promove a destruição de parasitas e patógenos, o aumento da vida de prateleira em alimentos – o que pode incrementar as exportações – além de contribuir de maneira significativa para a promoção da segurança alimentar pelo aumento da durabilidade dos produtos e consequente redução de perdas pós-processamento, aumentando, assim, a oferta de alimentos para os brasileiros.

O potencial do uso da irradiação na agricultura é infinito, extrapolando seus benefícios aos controles quarentenários e fitossanitários de pragas, o controle biológico de alguns insetos por meio da técnica do inseto estéril, assim como o tratamento de sementes para diversos fins.

O seminário foi planejado para elucidar os principais questionamentos relativos à tecnologia e vai abordar os fundamentos das ciências nucleares e suas aplicações; o emprego da tecnologia das radiações em benefício da alimentação e da agricultura; a perspectiva do uso da irradiação de alimentos como uma demanda sanitária, econômica e social; as experiências internacionais de sucesso no uso da irradiação em alimentos e a possibilidade de investimento em irradiadores que atendam aos interesses plurais no país.

Com duração de 20 horas, o evento acontece de forma remota pela plataforma Enagro Virtual, das 8h30 às 12h30 e das 13h30 às 18h30. As palestras são dirigidas a profissionais da indústria e do agronegócio; servidores de órgãos reguladores e fiscalizadores do Brasil (Mapa, CNEN, Anvisa, Secretarias Estaduais e Municipais); profissionais e estudantes da área de alimentos; técnicos, profissionais e estudantes das áreas de aplicações das radiações ionizantes; diretores e gerentes de empresas envolvidas com o tema.

A programação do Seminário está disponível no site da SBPR.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *