Só uma gotinha: Cascavel promove força-tarefa em Mutirão de Vacinação Contra Pólio

Primeira ação será já nesta terça-feira (12), das 8h às 18h, com o Comboio da Saúde no Centro da cidade
Uma verdadeira força-tarefa está sendo montada pela Secretaria de Saúde de Cascavel para aumentar a cobertura vacinal da poliomielite no município. Trata-se do Mutirão da Vacinação Contra Pólio, que será realizado durante todo o mês de setembro para mobilizar os pais a garantirem a imunização dos pequenos, uma vez que essa é a única forma de prevenção contra à paralisia infantil. É apenas uma gotinha que pode salvar vidas. Com vários pontos de vacinação, não há desculpas para os pais não levarem as crianças. Vacina é assunto sério e de saúde pública.

O mutirão envolverá vários segmentos da sociedade, com vacinação extramuro em cmeis, escolas, mercados, universidades, Zoológico e entre outros espaços, em programações que ainda serão divulgadas para a população.

A primeira ação já começa nesta terça-feira (13), com a vacinação no centro da Cidade. O Comboio da Saúde estará estacionado no Calçadão da Avenida Brasil, em frente às Casas Bahia, para imunizar as crianças das 8h às 18h. A unidade móvel ficará no local, inclusive aos sábados, até o dia 30 de setembro.

O Mutirão da vacinação contra a pólio será destinado a crianças de 1 ano a menores de 5 anos. A ação foi criada numa iniciativa da Sesau para ampliar a vacinação entre as crianças do público-alvo da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Poliomielite. De acordo com os dados do PMI (Programa Municipal de Imunização), das mais de 18 mil crianças que atendem ao perfil da ação ativa desde o último dia 8 de agosto, pouco mais de sete mil foram vacinadas, o que representa uma cobertura de apenas 35%.

O prefeito Leonaldo Paranhos pede aos pais que se sensibilizem para a ação. “A meta é alcançar o status de 100% de imunização. Queremos proteger todas as nossas crianças cascavelenses”, pontua.

A Secretaria de Saúde tem feito campanha de imunização, “DIA D”, horários alternativos, usado o Comboio da Saúde e até busca ativa, mas apesar de todos os esforços, os números de vacinação contra a poliomielite avançam a passos lentos.

Os dados são preocupantes e reacendem o alerta aos pais para que reservem um tempo para levar os filhos para receberem a vacina. A dose protege contra a paralisia infantil, uma doença que está erradicada do Brasil há 30 anos, mas que há o risco de voltar, caso a cobertura vacinal não avance em todo o país. Em Nova Iorque, nos Estados Unidos, já há casos confirmados.

O secretário de Saúde, Miroslau Bailak, reforça a importância dessa proteção. “Uma única gotinha na boca pode salvar o seu filho de ter essa terrível doença que é a poliomielite, essa doença pode inclusive matar o paciente ou ainda trazer sequelas gravíssimas definitivas pelo resto da vida que é conhecida como paralisia infantil”, destaca o secretário

Vacinação é um cuidado dos pais com os pequenos cascavelenses que têm o direito à imunização.

Aos pais é recomendado que levem o documento de vacinação para manter o cartão de vacina atualizado, porém, se não tiver a carteirinha no momento, isso nãos será impedimento para que a vacinação seja aplicada.

CAMPANHA NACIONAL
A Campanha Nacional de Multivacinação e Vacinação Contra a Poliomielite segue normalmente nas unidades de saúde do município, a partir das 8h, até o dia 30 de setembro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *