Transitar participa hoje do 5º Fórum Programa Vida no Trânsito Paraná

Evento começou ontem (10), em formato online, e debate desafios na segurança no trânsito para a nova década
Os resultados, as conquistas, os desafios e as propostas de avanços na segurança no trânsito para a nova década de 2021 a 2030 estão em debate desde ontem (10) no 5º Fórum Programa Vida no Trânsito, que está sendo transmitido ao vivo pelos canais da EPT Paraná (Escola Pública de Trânsito) das 14h às 17h (Youtube e Facebook).

A Transitar será hoje (11) representada no evento que é realizado pelo Programa Vida no Trânsito Estadual. A partir das 16 horas, a encarregada do setor de Educação de Trânsito da Transitar, Luciane de Moura, participa ao vivo do Painel “Justiça e Sobriedade no Trânsito” – junto com o diretor do Conselho Comunitário de Execução Penal de São José dos Pinhais, Allan Luís Teixeira, e do representante do PVT de Maringá, Darkle Portela Filho – que terá moderação de Carla Aguiar, da Sesa-PR.

Na ocasião, Luciane falará da bem-sucedida experiência de Cascavel com o minicurso voltado a apenados por crime de trânsito, realizado por meio do Programa Vida no Trânsito numa parceria entre a equipe de Educação da Transitar, junto com o Patronato Penitenciário de Cascavel e o Ministério Público Estadual. O “Mudando atitudes, preservando vidas” há quatro anos vinha ressocializando uma média de 35 condutores mensalmente, mas devido à pandemia do coronavírus, teve as atividades presenciais interrompidas em abril deste ano; a previsão é de ser retomado em fevereiro de 2021.

Primeira cidade do interior do Paraná a possuir uma Vara de Crime de Trânsito, a qual é responsável pelo processamento dos feitos relacionados aos crimes relacionados ao Código de Trânsito, Cascavel se tornou referência na ressocialização pela educação de trânsito, incluindo, além da reeducação de leis e comportamento no trânsito, a conversão de penas por prestação de serviço comunitário em instituições que atendem acidentados em vias públicas.

Além de Luciane, de Cascavel também participou do Fórum, ontem, o major do 4º Grupamento de Bombeiros, Amarildo Ribeiro, coordenador do Cotrans/PVT Cascavel.

Trânsito é questão de saúde pública

O fórum enfatiza o trânsito como questão de saúde pública e reforça a atenção e os cuidados dos atores envolvidos, que são os órgãos federais, estaduais, municipais, e também a comunidade, visando à redução do número de acidentes, os quais impactam diretamente a rede hospitalar.

O Sistema de Informações sobre Mortalidade aponta que cerca de 2,4 mil pessoas morreram por Acidente de Trânsito e Transporte Terrestre (ATT) no Paraná em 2019. Em 2020, já são 1.337 óbitos pela mesma causa.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *